terça-feira, 21 de julho de 2009

20 de julho: 40 anos da chegada do homem à Lua




Imagem da Terra acima do horizonte lunar (NASA photo ID AS11-44-6552)

Ontem, também, foi lembrado o dia em que o homem pisou na Lua. O grande feito ocorreu há 40 anos, mais precisamente, no dia 20 de julho de 1969.

A conjuntura histórica vigente, na época, era a Guerra Fria, que marcou a divisão geopolítica do mundo.

O embate era entre as duas grandes potências mundiais, Estados Unidos (EUA) e a União da Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), caracterizando a bipolaridade da Nova Ordem Mundial, após a II Guerra Mundial (1945).

Mais do que uma disputa pelo poderio militar e/ou econômico entre ambas as potências, o embate perpassava a nível de sistema político-ideológico, tendo os EUA na liderança do sistema capitalista e a URSS à frente do socialismo.

E ambos desejavam a manutenção e a expansão de áreas de influência de seus interesses, capazes de consolidar suas respectivas lideranças.

E foi nesta conjuntura, que o mundo presenciou não só conflitos - das mais diferentes naturezas - financiados e orientados por ambas potências, como também o desenvolvimento e desfiles de materiais bélicos, redes de espionagem, a corrida espacial, o surgimento do próprio terrorismo (preconizado pelo embate entre as duas nações envolvidas), entre outros.

A corrida espacial teve início à partir da década de 50 e esta representava, tanto para os Estados Unidos (capitalista) quanto para a antiga URSS (socialistas), não só a questão de vanguarda nesta área, mas sobretudo, a afirmação quanto à supremacia como potência mundial.

Os russos foram os pioneiros na corrida espacial, em 1957, lançando foguetes, satélites artificiais com o nome de SPUTINIKS, assim como foram os primeiros a colocar um homem no espaço.
Em 12 de abril de 1961, a antiga União Soviética (URSS) lançou a nave Vostok 1 com o astronauta Yuri Gagarin, que na época tinha 27 anos.

Yuri Gagarin se tornou o primeiro homem a ir ao espaço, dando uma volta completa em órbita ao redor do nosso planeta. Sua proeza ficou marcada pela sua célebre frase: “A Terra é Azul!”.

No dia 16 de julho de 1969 foi a vez dos Estados Unidos e o acontecimento foi ainda maior.

O governo estadunidense enviou uma nave tripulada à Lua. O grande acontecimento, que marcou a história da humanidade, teve seu início às 9h32min da manhã no Complexo de Lançamento 39, do Centro Espacial Kennedy, na Flórida com o lançamento da espaçonave Apollo 11.

A tripulação era constituída pelos astronautas Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins.

Imagem capturada na Internet


Após entrar na órbita da Lua, no dia 19 de julho, a espaçonave Apollo 11 se desmembrou em dois módulos (duas naves), as quais receberam os nomes de Columbia e Águia.
A nave Columbia permaneceu na órbita lunar, sob o comando de Michael Collins, enquanto a segunda nave (Águia), com os astronautas Neil Armstrong e Edwin Aldrin desceu até a Lua, no dia 20 de julho de 1969.

E foi às 22h56 min deste dia, que Neil Armstrong se tornou o primeiro homem à pisar na superfície da Lua. Quinze minutos depois foi a vez de Edwin Aldrin, segundo homem a pisar no solo lunar.

Imagem capturada da Internet (NASA photo ID AS11-40-5878)


Michael Collins foi o único que não pode realizar esta proeza, pois ficou na outra nave, esperando o momento de resgatá-los.

Os astronautas ficaram 2 horas e 32 minutos na superfície lunar. Além de fotos, do hasteamento da bandeira dos EUA e da placa que foi deixada no solo lunar, com a seguinte mensagem "Aqui os homens do planeta Terra pisaram pela primeira vez na Lua. Julho de 1969. Viemos em paz, em nome de toda a humanidade", os astronautas coletaram fragmentos de rochas (37 Kg).

E, justamente, são estas rochas que comprovam que a chegada do homem à Lua não foi uma farsa, como muitos postulam até hoje. De acordo com os pesquisadores, não há rocha similar na natureza terrestre.

Além de ter sido o primeiro homem a pisar em solo lunar, Neil Armstrong proferiu uma das mais famosas frases da história: "Este é um pequeno passo para um homem, mas um salto gigantesco para a humanidade".

Os três astronautas voltaram à Terra, salvos, na nave Columbia. E no dia 24 de julho do mesmo ano, às 12h 50 min, a nave pousou à à 812 milhas náuticas do sudoeste do Hawai, no oceano Pacífico.

A chegada do homem à Lua foi um grande fato histórico não só no âmbito da chamada Guerra Fria, como na história da humanidade. Provou que a evolução tecnológica, mesmo repleta de riscos e desafios, permitiu o êxito da missão e a supremacia dos Estados Unidos.

Reflexo de Armstrong no visor de Edwin Aldrin

Imagem capturada na Internet (NASA photo ID AS11-40-5903)

Fontes complementares de Pesquisa;

. Apollo 11.com

. Apollo 11: 40 anos

. Veja.com

4 comentários:

jheniiffer disse...

Professora eu amoo essa frase este e um pequeno passo para o homem mais um gigante salto para ahumanidade e bem verdadee!!

Marli Vieira disse...

Com certeza, minha linda!

É uma pena, Jheniffer, que depois desta grande façanha e mesmo com os grandes avanços no campo aeroespacial, a Lua acabou ficando só para São Jorge...

Beijos

jheniiffer disse...

E mesmo uma penaa

Gibroh disse...

Grande produção cinematografica de hollywood !!
Totalmente provado ser falso.eu cria fielmente...Igual as armas de destruição em massa do Iraque...