terça-feira, 28 de julho de 2009

Gripe H1N1 no Brasil: 56 Vítimas Fatais

Imagem capturada da Internet


Como todos vêm acompanhando, nas mídias, as notícias acerca da Gripe H1N1 no Brasil, podemos observar que o número de vítimas fatais se concentrava nas regiões Sul e Sudeste. Porém, tudo indica que a doença vem adquirindo força maior e de forma descontrolada, pois além do aumento dos casos confirmados, o vírus já fez uma vítima no Nordeste.

Hoje foi notificada a primeira morte na referida região. A vítima foi um homem, de 31 anos, na cidade de João Pessoa, capital do estado da Paraíba.

De acordo com as informações prestadas pelo Hospital Lauro Wanderley, na capital, a vítima sofreu duas paradas cardíacas graves. E de acordo com o mesmo, a vítima esteve, recentemente, em um Congresso de estudantes em Brasília.

No momento, o número de óbitos em consequência da Gripe H1N1, no país, subiu para 56 (cinquenta e seis), tendo o estado de São Paulo o maior número de vítimas fatais (27), seguido pelo Rio Grande do Sul (19), Rio de Janeiro (5), Paraná (4) e Paraíba (1).

No estado de São Paulo há 7 casos de óbitos considerados "desconhecidos", uma vez que a Secretaria da Saúde do estado não divulgou o sexo, a idade, o local do óbito e nem a condição clínica pré-existente, conforme informa o site Globo.com

Considerando este grupo (desconhecidos) e os demais, com um total de 56 vítimas fatais, eu fiz um levantamento de acordo com as respectivas faixas de idade e o resultado - a nível nacional - foi o seguinte:

. Jovens (0 a 19 anos): 8 vítimas (sendo 7 crianças) - 14% das vítimas totais;

. Adultos (20 a 59 anos): considerando ambos os sexos, homens e mulheres (68%)

--- Mulheres: 16 vítimas (seis gestantes) - 29% das vítimas totais:

--- Homens: 22 vítimas - 39% das vítimas totais;

. Idosos (acima de 60 anos): 3 vítimas (duas do sexo feminino) - 5% das vítimas totais;

. Desconhecidos (idade ignorada): 7 (todos de São Paulo) - 12% das vítimas fatais.

OBS.: A diferença na soma das porcentagens se deve ao arredondamento.

Alguns dados são interessantes e merecem ser destacados nos referidos estados:

1. Rio Grande do Sul:

- Foi o estado com o maior registro de óbitos entre o sexo masculino (faixa de idade adulta), com 11 vítimas fatais. Havendo, também, a ocorrência de um óbito na faixa de idoso (62 anos);

- entre as mulheres adultas, as vítimas foram só gestantes, havendo além destas a ocorrência de uma jovem (18 anos) e uma idosa (63 anos);

- duas crianças morreram, uma menina (5 anos) e um menino (9 anos).

2. São Paulo:

- é o estado que apresenta o maior número de vítimas fatais no grupo de mulheres, adultas. Ao todo são 9, entre estas duas gestantes. Havendo, ainda, um registro no grupo de idosa (68 anos);

- o número de homens, adultos, totaliza 7 óbitos;

- é o estado que apresenta o maior número entre as crianças (3);

- é o estado, onde foram considerados 7 novos casos de obituários, mas de origem decsonhecida (até o momento).

3. Rio de Janeiro:

- no estado não há ocorrência de óbito, confirmado pela Gripe H1N1, no grupo de homens (adultos e/ou idosos);

- no grupo de mulheres, adultas, são três óbitos, sendo uma gestante;

- duas crianças, do sexo masculino, morreram em consequência da Nova Gripe (6 e 10 anos).

4. Paraná:

- no estado, todas vítimas pertencem ao grupo de adultos, sendo 1 do sexo feminino e 3 do sexo masculino.

5. Paraíba:

- foi o primeiro registro de vítima fatal, confirmado pela doença, em toda região Nordeste e foi um homem (31 anos).

Vale a pena, também, relembrar os principais sintomas da Gripe H1N1:

Como a gripe H1N1 é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A (chamado de H1N1), este é transmitido de pessoa para pessoa.

Os sintomas são bastante similares aos da gripe comum, ou seja, tosse, dor de cabeça intensa, febre superior a 38ºC, dores musculares e nas articulações, irritação dos olhos e coriza.

Para diagnosticar a infecção de forma mais precisa, os médicos devem coletar e examinar - em laboratório - uma amostra respiratória nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, justamente, quando a pessoa infectada espalha vírus.

De acordo com os resultados realizados em laboratórios, os antigripais Tamiflu e Relenza, que foram utilizados contra a gripe aviária, têm se mostrados eficazes contra o vírus da gripe suína (H1N1).

Dica de como lavar as mãos corretamente (FEF Notícias)

Vejam mais detalhes das vítimas da Gripe H1N1 no Brasil através do mapa disponibilizado no site Globo.com.

Fontes de Consulta

. FEF Notícias

. Folha OnLine

. Globo.com

8 comentários:

Tamiris Neves *--* disse...

Professora, tô com medo :x

Marli Vieira disse...

Tamiris, a sua preocupação, a nossa ... tem razão de ser, mas não entre em "paranóia".

Devemos seguir as orientações dadas pelos médicos: evitar aglomerações, ambientes fechados, evitar contato com pessoas super gripadas, devemos lavar sempre as mãos, não beber no mesmo copo com outra pessoas, entre outros.

Se você sentir algum sintoma, vá ao Hospital ou Posto de Saúde.

Minha filha queria tanto ir ao cinema e ao Shopping, preferimos não ir em razão dos riscos.

Tente levar a vida normalmente, apenas fique atenta quanto aos cuidados (medidas preventivas) e a qualquer sintoma similar ao da gripe suína.

beijos

Tamiris Neves *--* disse...

Professora, shopping não dá, principalmente o cinema porque é um lugar fechado, tem ar condicionado entre outros. Esses foram as piores férias pro shopping, acho que foi dificil de alguém ir no shopping assim.

Marli Vieira disse...

Realmente, mas acredite - ainda - existem pessoas que insistem em dizer que não está tão sério assim.

Não devemos esquecer que o vírus - agora - está livre e a contaminação não é apenas com as pessoas que viajaram ou que estiveram em contato com alguém que tenha viajado.

E nisso, a economia é afetada. Olha, aí - a geografia em todos os sentidos - doença, pandemia, mudanças de hábitos, viagem, o deslocamento de pessoas entre países, mortalidade, economia, políticas e campanhas sociais na área da saúde etc...

jheniiffer disse...

Aii tambem to assustada e ainda o governo fala que ta tranquilo e sobre controlee a que xatisse! As pessoas vão ao medico e não são atendidas so se tiverem morrendo a para e aonda esta sobre controle ai professoa minha prima estava trabalhando com uma menina qe ta com essa gripee !!na zoa sul e Horrivel por exemplo a lugares (hospitais e upas) que nã tem lugar certo para os pacientes com suspeita da gripe \!! e fikam todos expostos a pegar a tal gripe!

Marli Vieira disse...

Com certeza, Jheniffer! E é por esta razão que muitos estão pedindo à sociedade, que ligue primeiro antes de chegar a um posto ou Hospital e ter contato com várias pessoas doentes, sem estar com a Nova Gripe.

O principal é seguir as orientações dos infectologistas.

Beijos

Ellen Torres disse...

Olá,Marli. Estava eu procurando imagens informativas sobre a gripe par colocar na creche e, encontrei seu blog. Muito legal, te encontrar assim. Copiei a imagem, vou ampliar, obrigada, dê um beijo em todos, By

Marli Vieira disse...

Oi, Ellen, só hoje consegui ler o seu comentário.

Que bom lhe encontrar aqui! Quanto à imagem, não faz mal, pois como você mesma deve ter lido, eu aviso quando a imagem foi capturada na Internet.

Mande-me notícias. Beijos