domingo, 20 de junho de 2010

Curiosidades: Falésias e Fiordes



Ação erosiva das ondas do mar - Imagem capturada na Internet (Google)



Como prometi aos alunos, estou postando as imagens de falésias e fiordes. A explicação ou um simples desenho no quadro branco não tem a mesma eficácia da qual a imagem impõe. E, como todos sabem, o livro didático de Geografia não faz referência nenhuma e nem faz uso de imagens. Por isso, os avisei sobre a postagem neste espaço.

Mas, antes, retomando a explicação em sala de aula, vamos ver os conceitos destes, que se encontram associados à costa litorânea...

As falésias consistem em formas de relevo litorâneo, abruptas e escarpadas, resultantes da ação erosiva constante das ondas do mar sobre a rocha e/ou material sedimentar ou vulcânico (abrasão marinha).

Por sofrerem a ação do mar, permanentemente, estas são denominadas de falésias vivas ou ativas. Quando estas se encontram localizadas mais para o interior do continente, distantes dos efeitos abrasivos do mar, são chamadas de falésias mortas (ou paleofalésias).

O trabalho erosivo das ondas do mar, abrasão marinha, se faz pelo solapamento da base e, posteriormente, há o desmoronamento do material sobrejacente. É evidente que outros agentes erosivos agem sobre a topografia litorânea, mas para a formação de falésias, o agente principal são as ondas do mar.

Notem os conceitos envolvidos sobre a costa alta e costa baixa...



Falésia Dover (Inglaterra)

Imagem capturada na Internet (Google)





Falésia de Etretat (França)

Imagem capturada na Internet (Google)





Falésias no Monte Argentário (Itália)

Imagem capturada na Internet (Google)



Como eu comentei na aula, em nosso litoral, principalmente, nordestino, encontramos falésias talhadas em terrenos argilosos, as de Formação Barreiras. Sua extensão, no entanto, é registrada desde o Amapá até o estado do Rio de Janeiro.




Falésias na Praia Canoa Quebrada (Ceará)

Imagem capturada na Internet (Fonte: Guia do Litoral)





Falésias na Praia de Canoa Quebrada (Ceará)

Imagem capturada na Internet (Fonte: Guia do Litoral)



Praia de Pitinga em Arraial d'Ajuda e ao fundo as falésias (Bahia)

Imagem capturada na Internet (Fonte: Folha OnLine)



Falésias na Praia de Trancoso, Porto Seguro (Bahia)

Imagem capturada na Internet (Google)





Os fiordes são grandes vales rochosos ou, melhor dizendo, corredores estreitos e profundos localizados na costa alta. Estes, ao contrário das falésias, foram escavados pela erosão glaciária e, hoje, se encontram cobertos pelas águas do mar.

A palavra fiorde é de origem norueguesa, significando algo semelhante a “porto seguro”, ou seja, aquele que apresenta águas calmas, que favorece a atividade pesqueira, o transporte e a ancoragem de barcos e navios.

Alguns vales (fiordes) chegam a exceder 350 Km de comprimento e uma profundidade de cerca de 1.500 m. Os paredões rochosos podem ultrapassar 1.000 m de altura.


Todas as imagens abaixo consistem no fiorde Gerianger, na Noruega (fontes diversas através do Google) .



















Fontes de Consulta:

. GUERRA, Antonio Teixeira - Dicionário Geológico e Geomorfológico (IBGE)

. InfoEscola

4 comentários:

Tamiris - 1901 disse...

Realmente, fica bem melhor de entender vendo figuras.

Marli Vieira de Oliveira disse...

Com certeza, Tamiris! Fica muito mais fácil. Por isso que o Blog acaba sendo útil, também!

beijos

Anônimo disse...

Juliana

Também achei professora tirou a minha Duvida

Andressa disse...

Caraca agora eu vi realmente a diferença entra Fiordes e Falésias.